06/05/14

5 MOTIVOS PARA NÃO CARREGAR O SEU BEBÊ VIRADO PARA O MUNDO

                        1) NÃO DÁ SUPORTE ÀS PERNAS DO BEBÊ

A pernas do bebê tem que estar apoiadas pelo carregador, pelo menos até o meio das coxas, esse é o conceito de ergonomia em um carregador tipo canguru. Os modelos que colocam as crianças viradas para frente mantém invariavelmente as pernas do bebê penduradas, em posição prejudicial ao seu desenvolvimento, de acordo com a International Hip Dysplasia Institute. Os joelhos do bebê devem estar alinhados com a altura de seu quadril. existem também modelos de carregadores que colocam o bebê virados para a mãe, mas também não são ergonômicos.
     




2) FAZ PRESSÃO NA ÁREA GENITAL DO BEBÊ

Em um modelo ergonômico de carregador estilo canguru, ou sentado para frente em carregadores de pano como os slings de argola, mas na posição de buda (com as pernas juntas ou cruzadas) o peso do corpo do bebê fica concentrado no bum bum, exatamente como foi planejado. E não na virilha, na parte interna da coxa ou nos genitais. De fato, a pressão por tempo estendido na região genital, além de nitidamente incômoda pode acarretar outros problemas, especialmente para os garotinhos.




3) NÃO DÁ SUPORTE À CABEÇA OU PESCOÇO

Bebês que ainda não sentam jamais devem ser expostos a situações onde cabeça e pescoço ficam sem suporte, mesmo que aparentemente eles já tenham esse controle, pois essa condição pode comprometer as vias respiratórias do bebê. Para bebês maiores, o problema está na força que ele precisa fazer nas costas para controlar o peso da cabeça, que na posição invertida, projeta-se totalmente para fora do corpo do adulto - o bebê assume uma posição ruim para sua coluna e não conta com nenhum suporte para distribuir esse peso. Além disso, não há senso de equilíbrio para o bebê virado para frente. Ele se sente literalmente pendurado.




4) NÃO PROMOVE INTERAÇÃO ENTRE PAIS E FILHOS

O contato visual com a mãe ou pai é importante para o bebê carregado no colo, que na posição barriga com barriga tem a possibilidade de conectar-se com o olhar, comunicar-se e trocarem calor. A termoregulagem dos corpos é também um aspecto importante, um bebê virado para frente não recebe a mesma informação de temperatura e pode também ser hiperestimulado, especialmente se for pequeno.




5) PODE PREJUDICAR TAMBÉM O ADULTO

O peso do bebê virado para frente se projeta para fora do corpo do adulto, tornando-se mais difícil de manter o equilíbrio e exercendo pressão sobre a região lombar. Se concentra ainda, exclusivamente sobre os ombros podendo ocasionar dores nas costas, enquanto bebês sentados corretamente em carregadores ergonômicos, tem seu peso distribuído entre ombros, torso e quadris do adulto.


Adaptado por Bebeshka.pt do Original: Bobba Family